domingo, 4 de maio de 2008

Dia da mãe

Primeiro que tudo e porque já passa da meia noite...Feliz dia da Mãe para todas a mães que me lêem e em especial para a minha é claro.

Hoje ou melhor ontem a minha pimpolha fêz 5 meses...ena tantos :) Tá demais a miuda! Já não está para ester deitada na esperguiçadeira e fáz tanta força para se sentar que levanta as costas todas. No outro dia deitei-a lá enquanto lhe aquecia a sopa, comecei a ouvi-la chorar e disse para o meu avental "já lhe cheirou a sopa" quando fui buscá-la ia-me dando uma coisinha má, estava de cú para o ar e com as pernas fora da cadeira, não sei como mas virou-se. Já não a posso deixar sem os cintos ou então qualquer dia vem ter comigo á cozinha loool.

Amanhã ou melhor hoje, vai ser dia de saborear a primeira sopinha com carninha e o menu vai ser sopa com batata, cebola, abobora, cenoura, alface e carninha de borrego e para sobremesa uma bananinha.
Detesta àgua e a unica que a consigo fazer beber é quando está esganada de fome e é enganada, á conta disso já fomos á farmacia comprar o chá da milupa para ver se bebe alguma coisa, a primeira reação foi boa porque é uma gulosa.


Ele foi na sexta mudar o penso e portou-se muito bem, como tinhamos o fim de semana à porta e não ia para o infantario veio sem penso para ver se aquilo secava mais depressa. Está com bom aspecto e está a portar-se como um menino grande e não mexe no doi doi.

Hoje fomos alugar este filme





e adoramos, é muito giro mesmo, ele adorou e consegui ficar sentado a ver até ao fim, normalmente só o fáz com os dvds da Pipi das meias altas que tanto gosta. Se não viram vejam porque é muito giro e tem dobragem em Português o que é muito bom para eles.


E eu para aqui ando à espera de dias melhores, não está facil, nada mesmo, mas fazer o quê a vida é mesmo assim hoje tamos bem amanhã nem por isso, mas é complicado porque são três crianças cá em casa e só o meu marido é que está a trabalhar, as contas são mais que muitas e a porcaria do emprestimo da casa não pára de aumentar, sinceramente não sei onde é que isto vai parar mas estaremos cá para ver, de uma coisa eu não me arrependo...de poder dizer que faço parte de uma familia numerosa looool, eles dão muito trabalho e dores de cabeça mas não há nada como uma casa cheia de crianças... é uma alegria.


BEIJOKAS